Nutriente-se

Emagrecimento: saia do piloto automático

Assim como passamos anos, às vezes uma vida inteira, repetindo alguns hábitos que temos hoje, desconstruí-los leva tempo. Eles ficam gravados em nosso “piloto automático” e isso vale tanto para hábitos bons como para aqueles que desejam mudar.

Mas, o que são hábitos?

São ações que, de tanto repetir, acabamos realizando de modo inconsciente, quase sem perceber. Ou seja, se torna natural e sem sacrifícios!

Muitos hábitos da nossa saúde alimentar são assim, automáticos, inconscientes, mesmo querendo mudá-los, voltamos a fazer a mesma coisa.
Mas a boa notícia é que o cérebro é altamente adaptável. Ele é capaz de mudar de acordo com o uso, ou seja, com os estímulos e as necessidades. É o que chamamos de plasticidade cerebral, ou neuroplasticidade.

Essa enorme capacidade de mudar e ganhar novas habilidades que nosso cérebro tem é aliada de quem deseja adotar novos hábitos, mais saudáveis. E o melhor: ela independe da idade. Isso quer dizer que aquela desculpa conhecida como “estou velho demais para mudar” não serve mais. Nunca é tarde para adotar novos comportamentos!

Mas, é preciso treinar bastante esse novo hábito até ele virar seu piloto automático, e isso pode se revelar frustrante para quem está sempre buscando soluções rápidas e milagrosas.